Câmara do Comércio e Industria de Angola, realiza conferencia sobre o Agro-Negócio.

No ambito do seu programa de conferencias, a Direção da Câmara de Comércio e Industria de Angola, realizou no dia 17 de fevereiro de 2021 no auditório do Centro Polivalente de Formação Profissional, uma conferencia sobre o Impacto da Covid-19 na Actividade Empresarial. Proferiu o discurso de abertura da Conferência sobre o Impacto da Covid-19 na Actividade Empresarial o Dr. Mário João - Secretário de Estado para a Economia, em representação de S/Excelência Dr. Manuel Nunes Júnior – Ministro de Estado para Coordenação Economica, que na sua intervenção abordou sobre os desafios economicos levados a cabo pelo Executivo angolano, que tem enfrentado um ligeiro agravamento em função do surgimento da pandemia Covid-19, que obriga o Executivo liderado por S/Excelência General João Manuel Gonçalves Lourenço – Presidente da República de Angola, a desdobrar-se de forma sacrificada para fazer face aos efeitos negativos provocados pela pandemia  bem como adoptar medidas adequadas para a manutenção de um ambiente de negócio saudável e gerador de postos de trabalho. Coube ao Eng. Vicente Francisco Soares – Presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Angola, proferir a mensagem de boas-vindas, no qual manifestou em nome da CCIA o seu agradecimento pela presença de S/Excelência Dr. Mário João - Secretário de Estado para a Economia, do Dr. Pedro Filipe – Secretário de Estado para o Trabalho e Segurança Social, bem como do Dr. Lacina Traoré – Especialista do bureau regional da OIT em Yaoundé. Na sequência, o Presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Angola  fez uma breve incursão a volta dos constrangimentos causados pela covid-19 na atividade empresarial, apelando neste sentido a conjugação de esforços para ajudar a mitigar os efeitos negativos provocados pela pandemia da covid-19.   A respectiva conferência teve como oradores as seguintes individualidades:

  • Lacina Traoré – Especialista do bureau regional da OIT em Yaoundé – Que abordou sobre o impacto da pandemia para os empregadores e empregados, bem como dos ajustes feitos pelas empresas face aos contrangimentos provocados pela covid-19.
 
  • Rui Marques Alcobia – Advogado da CCIA – Cuja abordagem cingiu-se nos efeitos negativos da covid-19 na actividade empresarial em Angola;
 
  • Narciso Cariango – Que apresentou em breves notas os dados sobre o guia dos empregadores em Angola bem como da gestão do trabalho em tempo de pandemia.
Participantes:
  • Bonifácio Manuel – Vice-Presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Angola;
  • Tiago Gomes – Secretário Executivo da CCIA;
  • Presidente da Câmara de Comércio da Provincia do Bengo e seu Secretário Geral local;
  • Representantes da Câmara de Comércio de Icolo e Bengo;
  • Empresários e Membros da CCIA.
Após intervenção dos oradores, deu-se início à um debate em torno do tema com contribuições positivas e criativas que mereceram a devida atenção dos presentes. O discurso de encerramento foi proferido pelo Dr. Pedro Filipe – Secretário de Estado para o Trabalho e Segurança Social, que em breves notas considerou o encontro positivo na medida em que abordou questões de grande interesse para a classe empresarial angolana e não só, tendo na ocasião encorajado a CCIA  a prosseguir com actos do genero.    

Câmara do Comércio e Industria de Angola, realiza conferencia sobre o Impacto da Covid-19 na Actividade Empresarial.

Câmara do Comércio e Industria de Angola, realiza conferencia sobre o Impacto da Covid-19 na Actividade Empresarial.

No ambito do seu programa de conferencias, a Direção da Câmara de Comércio e Industria de Angola, realizou no dia 17 de fevereiro de 2021 no auditório do Centro Polivalente de Formação Profissional, uma conferencia sobre o Impacto da Covid-19 na Actividade Empresarial.

Proferiu o discurso de abertura da Conferência sobre o Impacto da Covid-19 na Actividade Empresarial o Dr. Mário João - Secretário de Estado para a Economia, em representação de S/Excelência Dr. Manuel Nunes Júnior – Ministro de Estado para Coordenação Economica, que na sua intervençãoabordou sobre os desafios economicos levados a cabo pelo Executivo angolano, que tem enfrentado um ligeiro agravamento em função do surgimento da pandemia Covid-19, que obriga o Executivo liderado por S/Excelência General João Manuel Gonçalves Lourenço – Presidente da República de Angola, a desdobrar-se de forma sacrificada para fazer face aos efeitos negativos provocados pela pandemia  bem como adoptar medidas adequadas para a manutenção de um ambiente de negócio saudável e gerador de postos de trabalho.

Coube ao Eng. Vicente Francisco Soares – Presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Angola, proferir a mensagem de boas-vindas, no qual manifestou em nome da CCIA o seu agradecimento pela presença de S/Excelência Dr. Mário João - Secretário de Estado para a Economia, do Dr. Pedro Filipe – Secretário de Estado para o Trabalho e Segurança Social, bem como do Dr. Lacina Traoré – Especialista do bureau regional da OIT em Yaoundé.

Na sequência, o Presidente da Câmara do Comércio e Indústria de Angola  fez uma breve incursão a volta dos constrangimentos causados pela covid-19 na atividade empresarial, apelando neste sentido a conjugação de esforços para ajudar a mitigar os efeitos negativos provocados pela pandemia da covid-19.

A respectiva conferência teve como oradores as seguintes individualidades:

  1. Dr. Lacina Traoré – Especialista do bureau regional da OIT em Yaoundé – Que abordou sobre o impacto da pandemia para os empregadores e empregados, bem como dos ajustes feitos pelas empresas face aos contrangimentos provocados pela covid-19.
  • Dr. Rui Marques Alcobia – Advogado da CCIA – Cuja abordagem cingiu-se nos efeitos negativos da covid-19 na actividade empresarial em Angola;
  • Dr. Narciso Cariango – Que apresentou em breves notas os dados sobre o guia dos empregadores em Angola bem como da gestão do trabalho em tempo de pandemia.

Participantes:

  • Dr. Bonifácio Manuel – Vice-Presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Angola;
  • Dr. Tiago Gomes – Secretário Executivo da CCIA;
  • Presidente da Câmara de Comércio da Provincia do Bengo e seu Secretário Geral local;
  • Representantes da Câmara de Comércio de Icolo e Bengo;
  • Empresários e Membros da CCIA.

Após intervenção dos oradores, deu-se início à um debate em torno do tema com contribuições positivas e criativas que mereceram a devida atenção dos presentes.

O discurso de encerramento foi proferido pelo Dr. Pedro Filipe – Secretário de Estado para o Trabalho e Segurança Social, que em breves notas considerou o encontro positivo na medida em que abordou questões de grande interesse para a classe empresarial angolana e não só, tendo na ocasião encorajado a CCIA  a prosseguir com actos do genero.

CCIA E ISPTEC ASSINAM ACORDO DE COOPERAÇÃO.

No âmbito do seu projeto de parcerias estratégicas, realizou-se nas instalações da Câmara de Comércio e Indústria de Angola, a cerimonia de assinatura de um Protocolo de Cooperação entre a CCIA, representada pelo Eng. Vicente Soares – Presidente da CCIA e o ISPTEC, representado pelo Prof. Dr. Marcílio dos Santos – Diretor Geral do ISPTEC.

O presente protocolo, tem como objetivo a realização de trocas de serviços mutuamente vantajosas nos domínios das atividades a que as partes signatárias se dedicam.

A referida cerimónia contou com a presença dos seguintes membros:

Pela CCIA:

Tiago Gomes – Secretário Executivo da CCIA

José Alentejo – Diretor do  departamento de apoio ao sector Privado;

José Tondela – Diretor para Formação

Estanislau da Silva – Dptº Comunicação e Marketing.

Pelo ISPTEC

Prof. Dr. António Chivanga Barros – Coordenador dos Cursos de pós-graduação

Dra. Isabel Garcia – Assessora de Relações Internacionais

Daniel Lunda – Técnico de Comunicação e Imagem.

No final do encontro, o Prof. Dr. Marcílio dos Santos – Diretor Geral do ISPTEC, considerou o protocolo de cooperação como uma mais valia para a combinação da atividade académica e empresarial, na medida em que permitirá os estudantes de sua instituição fazer estudos e auxiliar as empresas e industrias com os meios que dispõem.

Para o Eng. Vicente Soares – Presidente da CCIA, este acordo vem para ajudar o setor empresarial a ganhar uma maior assistência tecnológica bem como facilitar o estágio dos estudantes do ISPETC.

Os signatários manifestaram a sua satisfação pela parceria, augurando muitos êxitos nesta nova etapa que une as duas instituições.

CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA – JUNTOS PELO DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL E INDUSTRIAL ANGOLANO.

LUANDA, AOS 28 DE JANEIRO DE 2021

Ainda na senda das visitas, o Dr. Bonifácio Manuel- Vice-presidente da CCIA em representação do Eng° Vicente Soares – Presidente do Conselho de Direção da CCIA

Ladeado pelo Secretário Executivo da CCIA- Tiago Gomes e do Diretor P/Formação José Tondela, recebeu no dia 22 de janeiro do presente ano, nas instalações da CCIA em Luanda o Sr. Gonçalves Cassoma - Diretor Geral da SAFRI, membro do Conselho de Direção da CCIA e Presidente da Câmara de Comércio e Indústria na Província do Bié.

Na ocasião, o Sr Gonçalves Cassoma fez de forma síntese a descrição do estado funcional da Câmara de Comércio e Indústria a nível da província do Bié.

Na sua intervenção, o Dr. Bonifácio Manuel, manifestou o seu agradecimento pela visita e encorajou o Presidente da Câmara de Comércio e Indústria do Bié a prosseguir com as tarefas que visam garantir uma atuação mais visível no sentido de proporcionar um bom ambiente de negócios entre a classe empresarial na provincia que dirige.

CCIA-JUNTOS PELO DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL ANGOLANO.

CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE ANGOLA DIREÇÃO NACIONAL DA CCIA REALIZA VISITAS AOS MEMBROS DO CONSELHO DE DIREÇÃO.

 

No âmbito das jornadas de visitas aos membros do Conselho de Direção da CCIA, a Direção Nacional da Câmara do Comércio e Industria de Angola, deu inicio no dia 20 de janeiro de 2021, as jornadas de visitas aos membros do Conselho de Direcçã na provincia de luanda cujo objectivo principal teve como base a apresentação do Estado Organizativo e Funcional actual da CCIA.

Neste sentido, a delegação da CCIA liderada pelo Eng. Vicente Soares – Presidente do Conselho de Direção da CCIA, acompanhado pelo Secretário Executivo da CCIA – Tiago Gomes, José Tondela – Diretor para Formação e Estanislau da Silva – Responsável do Departamento de Comunicação e Marketing da CCIA, visitou as seguintes instituições:

  1. SOVINHOS Lda;
  2. CAFANGOL

Em visita a SOVINHOS, a delegação da CCIA foi recebida pelo Sr Ricardo Sandão – Diretor Executivo da Sovinhos, que esteve acompanhado pelo Sr. Maurício – Diretor de Produção.

Seguiu-se para um breve encontro de trabalho em cumprimento da agenda da visita, no qual o Eng. Vicente Soares – Presidente do Conselho de Direção da CCIA, agradeceu a disponibilidade da Sovinhos em receber a delegação por si liderada, em seguida apresentou de forma síntese informações sobre os desafios e metas, bem como sobre os progetos em curso na CCIA, destacando a parceiria já feita com o INAPEM bem como a preparação da assinatura de um protocolo de cooperação entre a CCIA e o ISPETEC a ser concretizado nos proximos dias.

Por outro lado, o Eng. Vicente Soares manifestou a necessidade de um maior envovimento dos membros do Conselho de Direcção nas acções levadas a cabo pela CCIA, de modo a permitir que os mesmos estejam devidamente interados sobre a vida interna da CCIA bem como o cumprimento do pagamento das quotas por parte dos seus associados.

Pela Sovinhos: O Sr Ricardo Sandão, começou por agradecer a visita da Direcção da CCIA e aproveitou a ocasião para reafirmar o apoio da Sovinhos à CCIA bem como garantir uma maior participação da sua instituição nas acções gizadas pela Câmara do Comércio e Indústria de Angola.

Em seguida, fez uma breve apresentação do estado funcional da Sovinhos tendo destacado dificuldades de várias ordens em função da pandemia da Covid-19 bem como da elevada carga fiscal a que as empresas estão sujeitas nos ultimos tempos, o que tem influenciado na falha de pagamento da quota.

Por outro lado, o Sr Ricardo Sandão considerou positiva a iniciativa da CCIA para formação de quadros fruto da parceria com o INAPEM.

Por fim, o Secretário Executivo da CCIA – Tiago Gomes, procedeu a apresentação institucional da CCIA tendo neste sentido destacado a composição dos orgãos e responsaveis de departamentos, os estatutos, bem como a ficha de inscrição para adesão a membro da CCIA.

Findo o encontro de trabalho, seguiu-se para uma visita guiada as instalações da Sovinhos dirigida pelo Sr. Mauricio – Diretor de Produção que de igual modo manifestou o seu agradecimento e aguarda por mais visitas da CCIA.

Fim da visita as instalações da Sovinhos.

Visita à CAFANGOL.

Em visita a CAFANGOL, a delegação da CCIA foi recebida pelo Sr. Bonifácio Manuel – Diretor Geral da CAFANGOL, que esteve acompanhado pelos seus auxiliares.

Após os cumprimentos entre as partes, a Direção da Cafangol apresentou de forma guiada as suas instalações aos visitantes, que mostraram-se bastante satisfeitos com o nivel de organização e funcionamento da Cafangol.

Sendo que a mesma ainda não havia sido oficialmente inaugurada, o Diretor Geral da CAFANGOL – Bonifácio Manuel, aproveitou a ocasião para convidar o Presidente do Conselho de Direcção da CCIA – Engº Vicente Soares a proceder a inauguração da CAFANGOL, pelo que manifestou a sua gratidão em nome da delegação que o acompanhou pelo honroso convite.

Em seguida, deu-se o inicio do encontro de trabalho entre a CAFANGOL e a CCIA, com a apresentação institucional da Cafangol, bem como do seu estado organizativo e funcional, dificuldades e constrangimentos, porém mantem a sua capacidade de produção da melhor maneira possivel.

Pela CCIA, foi igualmente feita uma apresentação institucional, bem como os objectivos da visita que se enquadram na apresentação do Estado Organizativo e Funcional actual da CCIA, a importância dos Projetos e Protocolos de Cooperação entre a CCIA e o INAPEM, assim como dar a conhecer a assinatura de mais um protocolo de cooperação com o ISPETEC que deverá se concretizar nos proximos dias.

Por ultimo, o Presidente da CCIA considerou positiva a participação da CAFANGOL nas acções gizadas pela CCIA e sublinhou a importancia do pagamento das quotas por parte dos associados, que de resto tem sido um factor que condiciona de certo modo a capacidade de operação da CCIA.

Fim do Encontro.

Luanda, aos 20 de janeiro de 2021.